Facebook

Me liga!

on jun 24, 2013 in Sem categoria | 0 comments

Share On GoogleShare On FacebookShare On Twitter

Lembro de você falando besteiras em meus ouvidos e criando um mundo imaginário, junto comigo. Eu me mudaria para a cidade-grande, cansei do interior. Tu falavas que moraríamos na cidade-grande, porém os finais de semana seriam no interior para criarmos nossos filhos. Aliás, tenho certeza que tu darias uma ótima mãe e poderia pagar para ver você correndo para lá e para cá, enquanto eu faria alguma coisa básica de homem. Deve ser meio problemático ficar imaginando esse tipo de coisa né?

Mas como não? É óbvio que o meu mundo parou quando eu te conheci. Tu vinhas caminhando na contramão e como já é rotina na tua série de armas para acabar com os corações de meninos indefesos, um belo sorriso no rosto. O teu sorriso. Não foi mais do que o necessário, aquelas curtas palavras proferidas pela tua boca, que em questão de segundos já fizeram meu corpo todo estremecer e me causar sensações que eu desconhecia ser possível serem causadas por outro ser-humano. Mas ainda tenho minhas dúvidas sobre qual planeta tu viestes.

Na verdade, eu deveria ter te dito algumas coisas quando tive a oportunidade. Fica, era uma delas. Tu és bonita, inteligente, tem um rosto lindo e um sorriso encantador, e um jeitinho… Opa, calma aí, será que o cara daquela banda te conhecia também? Além de tudo, tu caminhas com aquele ar de “eu tenho algo que precisa ser decifrado”, e quando eu exercesse minha futura profissão poderia te estampar por aí, para qualquer campanha de qualquer empresa. Outdoors, banners, capas de revistas, editorial… na minha casa.

E bem, eu tenho pensando em todos esses caras que estão por aí, podendo encarar a tua beleza no olho-a-olho. E bem, o que eles tem mesmo? É, eu sei o que tu estás falando, mas e eu? Apenas mais um desses caras engraçadinhos que tu encontraste por aí. Tenho que admitir, toda essa coisa de 2012, calendário maia, fim do mundo e essas teorias da conspiração, eu sei, são todas balelas criadas, mas confesso que de alguma forma tenho medo que estejam fazendo com que nossas almas acabem por se desencontrar. Tu não percebe? Não é possível que tudo isso seja apenas obra do acaso, talvez seja o Coringa tramando conosco, mas enfim…

Eu sei que ficou estranho, não precisa fugir, correr ou gritar, ok? Mas não vamos deixar eles ganharem, certo?

Me liga! Não tenho Whatsapp.

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>